Como SONY e PS4 Aplicaram O NOCAUTE Mais Rápido Da história?

Fazer tudo errado tem uma vantagem. Da próxima vez, você sabe exatamente o que fazer, basta fazer o oposto. 

Com o PS3, a Sony fez tudo errado. Desde a concepção até a execução, tudo relacionado ao Playstation 3, foi um gigante passo para trás. E a Sony pagou caro por isso. 

Os múltiplos erros cometidos custaram a liderança de mercado que já durava mais de década. Mas quando você se encontra no fundo do poço, o único caminho é para cima.

Olha só para esse momento, ele definiu a história da oitava geração de videogames.

Como é que um simples gesto de passar um game de uma mão para outra, define uma geração de videogames?

Para entender a história de sucesso do PS4, a gente tem que entender em detalhes, tudo que deu errado com o Playstation 3.

E também, como a Microsoft, a concorrente direta da Sony, entregou de bandeja o caminho da vitória para o rival.

A Tempestade Perfeita

Os principais personagens dessa história do lado da Sony são Ken Kutaragi, Shuhei Yoshida, Andrew House, Jack Tretton e Mark Cerny.

Claro que não dá para esquecer do cara que entregou o jogo para a Sony, que deixou a bola quicando e pedindo me chuta pelo amor de Deus, o Don Matrick.

A gente vai falar sobre cada um deles durante esse vídeo, mas antes, bora entender rapidão o que foi que deu absurdamente errado com o PS3, e para isso, a gente tem que voltar no tempo para 2006.

500 e 600 dólares.

Esses eram os preços do PS3 estilo George Foreman Grill no lançamento. Esses valores são caros para os padrões de hoje, imagina como foram recebidos pelos jogadores em 2005, choque absoluto.

Mesmo com esses valores absurdamente altos para o consumidor, ainda assim o PS3 estava sendo vendido com preju, cada unidade custava entre 800 e 900 dólares para ser produzida.

A matemática é cruel. Logo de cara, antes de começar a ser vendido, o barquinho do PS3 começou a afundar.

👉✨Como SONY e PS4 Aplicaram O NOCAUTE Mais Rápido Da história? continua no Youtube!

Por Ed Topzero

Eu não sou um jornalista, nem um documentarista. Sou um nerd tetudo que sabe que videogame é uma das melhores coisas da vida.