A História do ZILOG Z80

O ex-coração dos videogames!

Todo videogame criado no mundo, do Atari até o Nintendo switch, Xbox series e Playstation 5 tem processadores dentro deles, que poderia ser o Z80, mas não é.

Toda história tem um começo, e o vídeo de hoje é sobre um dos processadores mais icônicos de todos os tempos, e que ajudou a dar vida a um número sem fim de games.

Por dentro de cada momento emocionante que a gente já passou jogando videogame, existe uma tecnologia, uma mistura de cérebro e coração pulsante chamada processador.

O que é um processador?

Um processador como o nome sugere, um processador processa informações.

Organiza, distribui e diz o que as outras partes envolvidas dentro de um computador tem que fazer.

O Z80
O Zilog

Hoje quando a gente pensa em processador, provavelmente vai lembrar da Intel, ou quem sabe da Amd.

Mas tivesse o curso da história sido um pouquinho diferente, os PCSe consoles atuais, poderiam ser todos baseados no Zilog Z80.

O Z80 tinha planos para dominar o mundo, mas alguma coisa não deu certo pelo meio do caminho.

Onde foi que o bolo do Z80 desandou?

O Zilog Z80 foi perdendo força, relevância e hoje vive seus tempos de glória somente na memória de quem viveu a era 8 e 16 bit dos games.

No mundo real, o z80 ainda é usado comercialmente, mas nunca como protagonista, apenas como mais um componente de baixo custo.

Para entender o que aconteceu, bora viajar no tempo para o finalzinho dos anos 60, que foi quando tudo começou.

Os componentes de um computador hoje são pequenos e compactos.

Tubos Valvulados
Tubos Valvulados

Mas antes disso eles costumavam ser Tubos valvulados parecidos com uma lâmpada, grandes, desajeitados, frágeis e nada práticos. 

Computadores não ocupavam mesas, ocupavam salas inteiras, mas era o que tinha.

Da Intel provavelmente você já ouviu falar certo?

Mas estamos falando de um período em que a Intel ainda não existia.

A Fairchild

Quem dava as cartas no mundo dos componentes de computador, era uma empresa chamada Fairchild.

A Fairchild tinha um funcionário talentosíssimo, um engenheiro e físico italiano chamado Federico Faggin.

Anote esse nome, porque nessa história, o Federico é como se fosse o Mario.

O Federico

Federico gastou boa parte da sua carreira, estudando como transformar esse trambolho elefantástico, em um componente elegante, prático, compacto e eficiente.

Federico Faggin, o criador do Z80
Federico Faggin

Para contextualizar e simplificando bastante, a computação funciona a base de transistores, também conhecidos como semicondutores. 

É uma forma de controlar o fluxo de informação através da corrente elétrica.

Na era dos computadores gigantes e  valvulados, os transistores usavam alumínio.

✨👉A história do Zilog Z80 continua no Youtube!

Por Ed Topzero

Eu não sou um jornalista, nem um documentarista. Sou um nerd tetudo que sabe que videogame é uma das melhores coisas da vida.