Episódios

Back to the Passado: 1987 com Celso Affini

Ficha Técnica

Data de lançamento:20/12/2018
Episódio: 73
Convidados: Celso Affini
Link para o vídeo: https://youtu.be/fLq9P8TMbGs

Roteiro

[1]

Faaaaaaaaaaaaaala Ed blz? Seguinte, eu cheguei naquela fase da vida que preciso de emoções fortes, de adrenalina. E eu tava pensando em coisas que eu gostaria de fazer e fiquei sabendo que você tá levando uma galera Back to the passado. Eu quero ir pra 1987. Quero caçar um predador. Bora?

[2]
Bora, mas dessa vez eu to fora, da última vez T-rex quase me pegou.
esquenta não Ed que eu me viro por lá.

[3]
Esse Predador é burro e eu sou um imundo, vou me banhar na lama e ele nunca vai me achar! E minha pele também vai ficar ótima.

[4]
Tá feia a coisa aqui Ed, meu time já foi todo pro saco e eu ainda não consegui pegar o Predador. Esse bicho é liso demais.

[5]
Não Gilão não gilão!! Vambora!!!

[6]
Gilãaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaao

[7]
Chega! Segura essa predador, aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

[8]
Agora te peguei seu bicho safado.

[9]
Não! Não! Não acredito que era vc esse tempo todo!

[10]
Ed me tira daqui, não quero mais brincar de caçar predador.

After Burner I e II

Já falei pelo menos uma vez do Playcenter nesse quadro, que durante muito tempo foi o parque de diversões do brasil e tinha uma área de arcade maravilhosa chamada Playland. E foi numa tarde de sábado ou domingo que eu cheguei na Playland e tinha uma galera ao redor de uma máquina que soltava uma sonzera no melhor rock anos 80. Essa máquina era after burner, da sega. Um jogo de tiro visto em terceira pessoa, que foi no embalo do filme Top Gun que saiu um ano antes. Você controla um avião caça f-14 e tem que obliterar seus inimigos em 18 estágios. A versão do gabinete que eu conheci imitava um cockpit de avião e tinha motor hidráulico, que fazia seu assento se movimentar para ambos os lados e para cima e para baixo. Era uma experiência sensorial incrível. E quando você somava a trilha sonora cheia de guitarra e teclados dos anos 80, o dinheiro praticamente voava do seu bolso para comprar fichas. Não é um jogo fácil e para um arcade é um jogo longo, daqueles que é garantido que vai precisar múltiplos créditos para chegar no fim. Você controla a velocidade do avião, tem metralhadora e mísseis limitados e tem a possibilidade de dar barrel roll, aquele giro lateral para escapar dos tiros inimigos. After Burner é mais um jogo do mestre Yu Suzuki, que foi o responsável por muitos clássicos da SEGA, e foi muito bem recebido pela crítica. Você pode notar que eu disse After Burner 1 e 2 no começo, pq são praticamente o mesmo jogo, After Burner 2 é mais uma revisão do primeiro do que qualquer outra coisa, por exemplo tem 3 estágios a mais. After Burner foi portado para muitos computadores e sistemas, mas quem quiser jogar a versão do arcade em 2013 saiu para o 3DS uma compilação chamada Sega’s 3D Classics, fora isso a versão do Sega 32x também é bem completa, mas boa sorte se pretende ir atrás dessa.

Megaman

Quem pensa em Capcom hoje em dia provavelmente vai lembrar de Street Fighter ou Resident Evil. Mas houve um tempo que o carro chefe dela, aquela franquia que todo mundo queria jogar era Megaman, inclusive saiu o 11 esse ano, mas foi lá em 1987 no nintendinho que tudo começou. Um joguinho de ação e plataforma lateral que trouxe um estilo próprio e até algumas inovações para época. Megaman ou Rockman com é originalmente conhecido no japão é um robozinho azul que tem um canhão no braço e essa é a principal arma dele. Porém onde Megaman se diferenciou bastante, foi no fato de você poder escolher a ordem das fases que quer jogar, ou seja é um jogo não linear não tem um uma ordem pré-definida das fases, dá pra arriscar dizer que esse conceito é uma versão primitiva do que conhecemos hoje por jogo de mundo aberto. Outra característica marcante de megaman, é que ele absorve a arma dos chefes de fase após derrota-los, então a ordem que vc escolhe para jogar pode deixar tudo muito mais fácil ou mais difícil. As fases e os chefes de megaman são todos bem temáticos, então cada estágio é bem caracterizado, temos inimigos como fireman, iceman e assim por diante. A franquia como um todo fez enorme sucesso, gerou dezenas de jogos, filme, desenho, quadrinhos. O pai do Megaman é o Keiji Inafune que por muito tempo foi O CARA na Capcom. Quem quiser jogar o primeiro megaman hoje, eu recomendo pegar a compilação Megaman Legacy Collection que tá disponível para PlayStation 4, Xbox One, Nintendo Switch, 3DS E PC.

Metal Gear

Metal Gear da Konami e do mestre Hideo Kojima hoje é uma marca reconhecida mundialmente. Mas não teve vida fácil não. Eu conheci Metal Gear no MSX, piratão em um disquete de 5 e ¼, todo em japonês. Vou ser sincero com vcs, eu tava entendendo nada do jogo. Achava os gráficos e a música maneiras, mas não tinha idéia do que estava acontecendo ou do que precisava fazer. A barreira do idioma era grande e era ficar tentando as possibilidades e torcer para que uma hora alguma coisa acontecesse que permitisse vc avançar no jogo. Essa confusão toda, fora o idioma é porque a proposta de Metal Gear era diferente de tudo que havia na época e ajudou a criar um gênero, o de espionagem tática. O comum nos jogos é vc sair atirando e matando e destruindo tudo que vê pela frente. Em Metal Gear vc vai ser dar muito melhor se evitar o combate, andar sem ser visto ou ouvido e fazer tudo na surdina. Esse conceito hoje não é tão incomum assim mais, mas na época sofreu muita resistência dentro da própria konami, o kojima que estava bem no começo da sua carreira era um zé ninguém ainda e sua proposta diferente foi constante alvo de bullying pelos seus colegas de trabalho. Isso até o pessoal começar a jogar e perceber a genialidade da ideia. Idéia que foi concebida graças a falta de capacidade de hardware do MSX, metal gear era para ser um jogo de ação alucinante, mas Kojima logo viu que o msx não daria conta de fazer um jogo assim e mudou os planos. A história é bem clichê dos anos 80, como muitas das idéias do Kojima diga-se de passagem. O soldado que tem que invadir a base militar para destruir o robo nuclear chamado de Metal Gear que tem potencial para destruir o mundo. Esse é um jogo muito especial para mim, em 2017 tive a oportunidade de conhecer o Hideo Kojima pessoalmente e ele autografou os meus jogos de msx. Foi surreal. E se vc quiser conhecer o Metal Gear original, recomendo pegar o jogo Metal Gear Solid 3: Subsistence que saiu para o play2, play 3, x360 e Vita, que lá tem uma versão modernizada e traduzida para o inglês.

Street Fighter

Vocês tem que saber de uma coisa sobre mim. Eu não sou muito chegado em jogos de Luta. Curto um Yie Ar Kung fu, um Samurai Shodown, um Guilty Gear de vez em quando. Nunca me liguei em Street Fighter ou nas outras séries mais famosas. Mas nem por isso iria deixar de reconhecer a importância desse título. Embora o Street Fighter original não seja assim nenhuma obra de arte, nem mesmo para a época, foi ele que trouxe os elementos que seriam a base do sucesso que viria em Street Fighter 2. Por exemplo, Ken e Ryu já estavam lá. A mecânica de 3 socos e 3 chutes também, assim como os golpes especiais. Tudo bem primitivo ainda, os controles são horríveis. Mas a estrutura do jogo também já estava lá, cada adversário em um país, lutas por rounds, com gráficos e músicas próprias. Até as vozes digitalizadas estão lá. E claramente a idéia era boa, pq mesmo o jogo sendo bem meia boca, mostrou potencial suficiente para ser algo muito melhor, o que de fato se tornou realidade. Street Fighter 2 foi um fenômeno. E começou a pipocar jogo de luta para todo lado. O Street Fighter original mesmo todo limitado, teve muita importância e deu os primeiros passos para popularizar um gênero de jogo que até então era considerado coisa de nicho. Street Fighter é um jogo que vale a pena conhecer mais pela curiosidade e para ver um Ryu ruivo. O jogo foi portado para o PCEngine como nome de Fighting Street e para muitos computadores, mas se vc quiser jogar a versão do arcade, recomendo a coleção de 30 anos da franquia chamada Street Fighter 30th Anniversary Collection que saiu para PlayStation 4, Xbox One, Nintendo Switch e PC.

R-type

[abertura]
A iniciativa BTTP adverte, o episódio a seguir contém uma quantidade absurda de nostalgia e videogames. Você foi avisado. Fique agora com um novo episódio de Back to the passado.

[intro]
Quem é Celso Afini? Dizem que ele gasta boa parte de seu tempo defenestrando jogos. Que mantem relações íntimas com consoles. Dizem que é um imundo, mas eu já testemunhei ele lavando as mãos no banheiro e ele tá me ligando agora, faaaaaaaaaaaaaaaaaaala celsão!

Como era o mundo em 1987?

Pra começar Adriane Galisteu era cantora no grupo Meia soquete, Nelson Piquet se sagrava tri campeão mundial de fórmula 1, na tv passava a séria a Gata e o Rato com o Bruce willis, no cinema passava Robocop e Atração Fatal, mas e os videogames??

Valeu Celsão pela parceria, não deixem de conhecer o Defenestrando Jogos e obrigado pra vc que ficou até o final, Back to the passado é uma série do canal aperte start que transborda nostalgia e muito videogame, toda segunda feira tem episódio novo. Se vc gostou já pode até maratonar que tem mais um monte te esperando lá, então não deixe de se inscrever no canal para não perder nada. Eu sou o ED e a aventura continua, Tchau.

Celsão, eu não vou poder te acompanhar, da última vez eu quase me dei mal e se algo acontecer comigo você não consegue mais ir back to the presente, missão perigosa assim eu to fora.

Celsera não dá pra te levar back to the presente com o predador na sua cola velho, se vira aí, usa o truque da lama de novo e pega ele de surpresa.

Moçada esse episódio foi o último desse ano de 2018 e o Back to the passado volta com tudo no dia sete de janeiro de 2019. Mas o canal não vai parar e haverão outros vídeos até lá. Deixa aí nos comentários o que você achou dessa temporada do quadro e se gostou mostre a série para seus amigos que curtem nostalgia e videogame.

Dos mesmos produtores de TOP GUN, PRAIA SOL VERÃO VOLLEY, VEM AÍ o video game que vc queria, TOPGUN BEACH VOLLEY, MUITA BOLADA E AREIA NO OLHO…EM BREVE